Loja Sobrenatural


compre por telefone: (17) 98169-7056
E-mail: contato@lojaassombrada.com.br

CNPJ: 08.919.475/0001-98


Tratado de Parapsicologia

Autor: René Sudre
Tratado de Parapsicologia

Produto Indisponível

Descrição

 Os fatos que a ciência moderna classificou sob o nome de Metapsíquica, ou como se diz hoje, de Parapsicologia, pertencem à categoria do maravilhoso. Remontam à mais alta antiguidade. Desde que os historiadores existem, encontramos histórias de adivinhação, de visão dupla, de levitações, de aparições, de visitações, de possessão, de curas miraculosas. Para os adversários de princípio é o que deve desacreditá-los. Para os espíritos imparciais é o que deve legitimá-los, pois há concordância entre as tradições antigas e as observações modernas, frequentemente confirmadas pela experimentação. Despojadas das circunstâncias mais ou menos fantasistas que as circundam, reconduzidas ao estado de nudez, apresentam analogias impressionantes e formam grupos como tantos outros fenômenos naturais.

Outra evidência desse estreito caráter comum encontra-se nos relatos dos viajantes e missionários que vivem em contato com os povos primitivos. Os fenômenos observados, alguns dos quais são bem controlados, apresentam a mesma similitude. É impossível resumir essa enorme literatura. Psicólogos e eruditos corajosos empreenderam a tarefa de classificar todos esses fatos, particularmente os fatos de possessão que se acham quase sempre em sua origem. 

Sumário

PREFACIO    15
PRIMEIRA PARTE HISTÓRIA E CARACTERES GERAIS


CAPÍTULO I — HISTÓRICO    23
I — O MARAVILHOSO NA ANTIGUIDADE E ENTRE os PRIMITIVOS     23

II — O    MAGNETISMO   ANIMAL:     MESMER     (1779)    24
2.    O fluido universal   24
3.    Fluido ou imaginação?        25
4.    O sonambulismo experimental         26
5.    Decadência  do  magnetismo    29
6.    O magnetismo na Alemanha        30

III — O  HIPNOTISMO:   BRAID   (1841)    32
7.    O braidismo    32
8.    Richet e o hipnotismo   34
9.    A luta das duas escolas   35
10.    O   automatismo   psicológico        36
11.    O subconsciente e  a iãeoplastia          37

IV  — O ESPIRITISMO:   ALLAN KARDEC   (1848)          39
12.    As mesas giratórias e os espíritos        39
13.    A teoria  de  Chevreul        40
14.    O  espiritismo  no  estrangeiro     42
15.    O   espiritismo   "científico"     44

V  — A   METAPSÍQUICA:   CROOKES   (1870)        45
16.    Primeira   investigação   metapsíquica         45
17.    As experiências de  Crookes        46
18.    As  S.  P.  P.   inglesa  e   americana        48
19.    A  telepatia  e a Sr.° Piper    50
20.    Eusapia  e  o ectoplasma         52

VI — A   ÉPOCA   CONTEMPORÂNEA    55
21.    A situação na  França        55
22.    Os  Congressos  internacionais     56
23.    A Parapsicologia quantitativo     57


CAPÍTULO II — OS  FENÔMENOS     59
I — A    CLASSIFICAÇÃO    59
24.    Dificuldades  da  classificação        59
25.    As divisões de Boirac e de Maxwell   60
26.    A divisão de Richet    61
27.    Outras  divisões    62
28.    Por  uma classificação  racional   63
29.    Definição   da  Metapsíquica    64
30.    Unidade psicológica dos fenômenos    65
31.    Eliminação  das "ciências  octilías"        66

II  —  O   PACIENTE     68
32.    As características do paciente    68
33.    O papel do acidente e das práticos    68
34.    É   patológica   a   faculdade?    70
35.    Diferentes tipos de histeria   72
36.    As sugestões da Psicanálise   73
37.    A  "progeneração"  de Myers        74
38.    Os fatores da  personalidade        75
39.    Métodos de psicodiag'nóstico     76

III  — Os    ESTADOS    PARAPSICOLÓGICOS         77
40.    Identidade do transe e da hipnose        77
41.    Os sintomas do transe        79
42.    A sugestibiltdade no transe         80
43.    O pitiaíismc1 de Babinski   81
44.    Os estados de semi-sono         82
45.    Influência do álcool e cias drogas        84
46.    Exploração elétrica do cérebro          85

IV  — OS   MÉTODOS   DE    INVESTIGAÇÃO         86
47.    Necessidade do método experimental   86
48.    A homogeneidade dos fatos        87
49.    Método  das  "enquêtes"     88
50.    Regras sobre o crédito        90
51.    Condições gerais das experiências     91
52.    Estudo   dos  fenômenos   psicológicos         92
53.    O método estatístico          94
54.    Estudo dos fenômenos fisicce     95
55.    A   fraude   inconsciente   96
56.    É  necessária  a obscuridade?     97
57.    O   laboratório   99
58.    Os aparelhos de Gruneiuald       100
59.    Os   raios   infravermelhos   102
60.    Psicologia do obserwador       103
61.    Lei  do psiquismo  coletivo         104
62.    A   ideia   experimental     106
63.    A invenção dos fenômenos   107


SEGUNDA PARTE OS  FENÔMENOS  PSICOLÓGICOS

CAPÍTULO   III   —  A   PROSOPOPESE    111
64.    Definição    111
65.    Divisão   empírica    112

I — PROSOPOPESE ESPONTÂNEA    113
66.    A   possessão       113
67.    Personalidades  alternantes         115
68.    O  caso  Beauchamp     116
69.    O caso Doris Fisher         117

II — PROSOPOPESE   PROVOCADA       118
70.    A objetivação dos tipos   118
71.    O papel ,da  ideia    120
72.    As  personalidades  regressivas        121

III  — PROSOPOPESE  COM: ELEMENTOS   SUPRANÕRMAIS     122
73.    A   encarnação   espírita       122
74.    O  caso  Hélène  Smith       123
75.    Os   "espirites  enganadores"   125
76.    As  encarnações   da  Sr."  Piper     127
77.    Trabalhos de William, James e da Sr." Sidgwick    128

IV  — A   ESCRITA   INCONSCIENTE   E   AS   MESAS   FALANTES     130
78.    A  escrita  inconsciente       130
79.    Particularidades  da  grafia         132
80.    Pranchetas e mesas falantes    133
81.    O psiquismo coletivo nas mesas        135
82.    As mesas de Jérsei    136

V — CARACTERES DAS PERSONALIDADES MÚLTIPLAS         137
83.    Estabilidade       137
84.    Estrutura       138
85.    Autonomia   139
86.    Coexistência   e   interação     140


CAPÍTULO IV — A TELEPATIA   142

I — NATUREZA   E   LIMITES   DO   FENÓMENO    142
87.    Definição       142
88.    Formas   diversas       143
89.    Telepatia,  telestesia  e  teleplastia   144
90.    A  falsa telepatia ou  cumberlandismo         145

II — TELEPATIA   ESPONTÂNEA   147
91.     Universalidade da telepatia   147
92.    As   "enquêtes"   inglesa   e   francesa    148
93.    Ambiguidade da telepatia alucinatória        150
94.    Caracteres principais        151

III  — TELEPATIA EXPERIMENTAL    152
95.    O "simpatismo" orgânico         152
96.    Experiências da S. P. P    154
97.    Transmissão   de   desenhos       155
98.    Telepatia  na  hipnose   156
99.    Transmissão  a  grande   distância         157
100.    Experiências   diversas   159
101.    Telepatia coletiva   161

IV  — ESTUDO ESTATÍSTICO DA TELEPATIA         162
102.    Primeiras  experiências       162
103.    Experiências de Rhine    163
104.    O critério da telepatia pura         164

V — A  TEORIA PSICOLÓGICA   165
105.    As possibilidades de  uma teoria        165
106.    Que é que se transmite?     167
107.    Experiências  de telepatia pura     168
108.    Primado do  estado  afetivo   169
109.    O papel da vontade no agente     170
110.    Caráter eletivo da telepatia     172
111.    O papel da passividade no recipiente    172
112.    O simbolismo em telepatia       174
113.    Os desuios  de   tempo na  transmissão        174
114.    Os efeitos de posição   176

VI — AS    HIPÓTESES   FÍSICAS        176
115.    Telepatia e telégrafo sem fio   176
116.    Analogias falaciosas     178
117.    As ondas eletromagnéticas cerebrais     180
118.    O  "sexto sentido"  de Richet    181
119.    A interação do espírito e do corpo    181


CAPÍTULO V — A METAGNOMIA    184

I — As    FORMAS         184
120.    Definições     184
121.    Classificação     185

II — METAGNOMIA TELEPÁTICA         186
122.    A comunicação metagnômica         186
123.    Natureza psíquica da comunicação (rapport)     187
124.    A comunicação com vários ag'entes     188
125.    A  comunicação  indireta        189
126.    Metagnomia  e  prosopopese   190
127.    A clarividência  da Sr.a  Piper        191
128.    Particularidades metagnômicas       192
129.    A clarividência de Pascal Forthuny        194
130.    Localização espacial e associação de ideias     .    195

III  — METAGNOMIA TÁTIL   196
131.    Os  objetos  evocatórios       196
132.    A   "psicometria"   de  Buchanan     197
133.    A impregnação psíquica da matéria       198
134.    Experiências de Kotik e de Wasielewski         199
135.    Experiências de Pagenstecher   200
136.    Exclusão  da sugestão   201
137.    Experiências de Osty       203
138.    Papel da percepção tátil       204

IV  — METAGNOMIA PERCEPTIVA         205
139.    Autoscopia interna       205
140.    Transposição   dos  sentidos         206
141.    Criptoscopia     207
142.    Experiências com Ossowiecki   209
143.    As citações .da Sr." Leonard         210
144.    A visão à distância    212
145.    Metagnomia  ou  telepatia?         213
146.    As  "radiações"   das  coisas         214

V — METAGNOMIA   ONÍRICA E MANCIAS DIVERSAS        215
147.    Metagnomia no sono        215
148.    As  antigas maneias     216
149.    A visão no cristal   217
150.    A vareta divinatória   219
151.    A superstição da "radiestesia"        220

VI — PRÉ-CONHECIMENTO DO FUTURO       221
152.    Os modos do pré-conhecimento    221
153.    O falso pré-conhecimento     223
154.    Auto-sugestão   e  paramnósia       224
155.    O pré-conhecimento  duplicativo         226
156.    O pré-conhecimento simbólico        227
157.    As  experiências  da  cadeira vazia       229
158.    Experiências   estatísticas        230
159.    O futuro coletivo e impessoal   231
160.    Previsões a longo prazo        232
161.    As  profecias  de   Nostradamus        233
162.    As premonições tutelares       234


TERCEIRA PARTE OS  FENÔMENOS  FISIOLÓGICOS

CAPÍTULO VI —  O  FLUIDO PSÍQUICO        239

I  — A   QUESTÃO   DA   RADIAÇÃO   HUMANA        239
163.    Renascimento do magnetismo animal    239
164.    A   "od"  de Reichenbach        240
165.    O fluido de Rochas    242
166.    Os raios N e a. aura        243
167.    O papel da sugestão        244
168.    Experiências de Haschek e Hofmann     245
169.    As  traições  da  fotocfrafia    246
170.    Fenômenos magnéticos       248
171.    Fenômenos elétricos    249
172.    Psicogalvanômetro         251
173.    Fenômenos  fotoquímicos        252
174.    Fenômenos mecânicos     253
175.    Experiências  de  Muller    254

II — PROPRIEDADES  PSICOFISIOLÓGICAS    255
176.    Experiências de Boirac         255
177.    Experiências   de   Alrutz       257
178.    Efeitos sobre os animais e os vegetais   258
179.    Fluido mumificante e fluido  curativo         259
180.    Os curandeiros     260

III — DO   FLUIDO   AO   ECTOPLASMA    261
181.    Os fenômenos da materialização         261
182.    O fluido nebuloso   263
183.    O tipo pastoso   264
184.    Origem  da  substância       265
185.    Desmaterialização   do   paciente     267
186.    Emprego da balança         268
187.    Ensaios de análise da substância        269
188.    Queda  da temperatura         270
189.    Fenômenos  luminosos   271


CAPÍTULO   VII   —   A   TELERGIA    273

I — CARACTERES GERAIS        273
190.    Diversidade dos efeitos energéticos    273
191.    Caracteres da energia em jogo         274
192.    Inteligência e finalidade        276

II  — FENÔMENOS   DE   TELECINESIA    277
193.    O  levantamento  das mesas   277
194.    A  balança de Crookes         278
195.    Estudo de Eusapia        279
196.    Mecanismo  da  telecinesia         280

197.    Deslocamento de  objetos  pequenos    281
198.    Os "raios rígidos"  de Ochorowicz         283
199.    As "eflorescências"  de Schrenck-Notzing   285
200.    A "alavanca psíquica" de Crawford       286
201.    Teoria das batidas        288
202.    Experiências  com  Willy        289
203.    Experiências  de   Grunewald       290
204.    Experiências  de  Price       291
205.    Levitação  do  paciente       292
206.    A   psicocinese   de  Rhine        294

III — FENÓMENOS DE HILOCLASTIA         296
207.    Os   transportes         296
208.    Desaparição súbita de objetos   297
209.    Experiências de Zõllner     298
210.    A  quarta dimensão     299
211.    Outros fenômenos   de  niloclastia   300
212.    Teoria de Myers         302
213.    A escala molecular       303


CAPÍTULO VIII — A TELEPLASTIA         305
I — TELEPLASTIA EXPERIMENTAL    305
214.    Caracteres de conjunto    305
215.    Os fantasmas de Home    306
216.    As  formas  incompletas  de  Eusapia        307
217.    As produções estéticas de Eva     303
218.    As  materializações   chatas         310
219.    Os animais de Gouzyk e de Klouski    312
220.    Os apêndices  agarrantes  de  Willy    314
221.    Evolução das formas  teleplásticas       315
222.    As  materializações inteiras   317
223.    Impressões  e  modelagens     318
224.    As impressões  digitais  de  Marclery        320
225.    Fotografia e escotografia       321
226.    As  "radiografias"  de Ochorowicz     323
227.    Escotografias de mãos e de rostos         324

II — LEI   DA   IDEOPLASTIA          327
228.    Teleplastia   e  prosopopese         327
229.    Exemplos das grandes teleplastas     328
230.    Lei   da   ideoplastia     330
231.    Adaptação e imitação ideoplásticas         331
232.    A iãeoplastia artística     333
233.    Os estigmas orgânicos     335
234.    As experiências com Mme. Kahl        336
235.    Os   estigmas  religiosos       337
236.    Teoria  de   Geley    338
237.    Há  duas fisiologias?         340
238.    Nada  de   "substância  orgânica"         341
239.    Presença do  espírito        342


CAPÍTULO   IX   —   TELEPLASTIA   ESPONTÂNEA   E    ASSOMBRAÇÕES         344
240.    Postulada deral       344

I  — TOREBISMO         344
241.    As  -falsas assombrações    344
242.    Lopidações, saques  e malícias        346
243.    Toribismo e psicanálise        347

II — TELEPLASTIA ESPONTÂNEA        348
244.    Os fantasmas dos vivos   348
245.    As alucinações  sensoriais     350
246.    A objetividade  das aparições    352
247.    As   alucinações recíprocas         353
248.    As  "bilocações"   355
249.    A   exteriorização  da  sensibilidade       356
250.    A ilusão do corpo astral       357
251.    Teoria de Tyrrell    358

III — ASSOMBRAÇÕES        359
252.    Caracteres gerais         359
253.    A assombração de Bcrrley    361
254.    As  teorias  alucinatórias        362
255.    Fracasso   dessas  teorias    363
256.    O automatismo nas assombrações        365
257.    A influência local   366
258.    Críticas  da teoria evocatória    368
259.    Teoria  metapsíquica   das  assombrações   370
260.    O  fator sugestivo    371


QUARTA PARTE OS  PROBLEMAS  FILOSÓFICOS

CAPÍTULO X — A HIPÓTESE ESPÍRITA     375
I — O  ESPIRITISMO     375
261.    Resumo da doutrina   375
262.    Evolução   do   espiritismo     376
263.    A crítica de Hartmann        378

II  — CRÍTICA  DAS  PROVAS     379
264.    Tendência a encarnar os mortos   379
265.    Encarnações de vivos e de seres fictícios        381
266.    As prouas  de  identidade      332
267.    Mímica e caracteres de identidade         384
268.    As provas da escrita        385
269.    Mensagens era língua estrangeira     386
270.    Inspiração precoce     387
271.    As promessas das almas       388
272.    As mensagens complementares       389
273.    Telepatia  concertante   390
274.    Outras provas do grupo Myers         392
275.    As vidas sucessivas    393
276.    Os  casos   ditos   irredutíveis        394
277.    A autonomia dos espíritos         395

III — PSICOLOGIA DO ESPIRITISMO         396
278.    A   crítica  materialista       396
279.    Inferioridade   das   comunicações         397
280.    Nulidade dos conhecimentos científicos   398
281.    A vida do Além         400
282.    Instabilidade mental aos  "espíritos"        401
283.    Fracasso da teoria espírita        403
284.    Por uma teoria metapsíquica   404

CAPÍTULO XI — O  CONHECIMENTO  METAPSÍQUICO       405
I —  O  CONHECIMENTO DO PRESENTE    405
285.    A   "percepção"   metapsíquica    405
286.    Teoria   de   Bergson     406
287.    Explicação da "metagnomia perceptiva"     407
288.    Crítica   da  teoria    403

II  — O   CONHECIMENTO   DO  PASSADO     409
289.    Teoria bergsaniana da memória    409
290.    Interferência das duas memórias       411
291.    A metagnomia sob o aspecto de memória        412
292.    A memória dos  defuntos     413
293.    Os apoios evocaíórios   415
294.    O reservatório espiritual de Wiiiiam James        416
295.    Teoria de Broad       417
296.    As objeções de  Tyrrell    418

III — O   CONHECIMENTO   DO   FUTURO     419
297.    A ilusão da "duração pura"       419
298.    A  hipótese  providencial        420
299.    A onisciência das causas         422
300.    O Eterno Presente        423
301.    As objeções de Bergson     424
302.    As teorias de Dunne e de Broad   426
303.    O  Retorno  Eterno        427
304.    A influência da finalidade        428
305.    A confusão dos modos do tempo        430


CAPÍTULO XII — O ESPÍEITO NA NATUREZA         431
306.    O ponto de vista da evolução         431
307.    Renovação da filosofia biológica   432

I — TELEPATIA E METAGNOMIA ANIMAIS   433
308.    Os cavalos de Elberfeld        433
309.    Comprovação com os calculaãores-prodígio         435
310.    Uma aritmética mais  transcendente        435
311.    O cão de Mannheim        437
312.    Outras  e;cperiências  com  cães        438
313.    A orientação dos animais     438
314.    O caso dos pombos-correios     440
315.    A dança indicadora das abelhas        441

II — PSIQUISMO COLETIVO ou POLIPSIQUISMO     442
316.    O indivíduo, noção relativa       442
317.    A noção de ser     443
318.    O indivíduo, colónia celular    444
319.    As associações de seres vivos       446
320.    Os insetos comunistas     447
321.    As   leis   da  Sociologia       448

III  — IDEOPLASTIA, FINALIDADE E MIMETISMO       448
322.    A biologia finalista         448
323.    O  enigma, do mimetismo     449
324.    A hipótese  ideoplástica    450

IV  — PROGRESSO ESPIRITUAL ou REGRESSÃO?         452
325.    O   Eu   subliminar    452
326.    O preconceito de Myers        453
327.    O   animismo   universal    454
328.    Um legado  do  passado    455
329.    O  problema  da  sobrevivência        457

Informações Adicionais

Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros. 

Formato 21 x 14 cm

Editora Zahar, 1ª Edição, 1966

458 páginas

Formas de Pagamento

Cartão de Crédito:

Pague suas compras na data de vencimento da sua fatura do cartão de crédito. Aceitamos os cartões Amex e Visa. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Boleto Bancário:

Oferecemos boletos que poderão ser pagos em qualquer agência bancária, inclusive em Internet Banking. Gere a cobrança com os bancos: Bradesco, Santander, Unibanco, Banco do Brasil, Itaú ou Caixa. Imprima o documento e pague até a data de vencimento. Toda a transação será efetuada pela administradora de cobranças F2b em um ambiente seguro e integrado, com a qualidade da Loja Sobrenatural.

Depósito / DOC / Transferência:

Na opção por alguma dessas três formas, o pagamento é realizado automaticamente e, para confirmarmos o pagamento, você deverá enviar o número do comprovante de pagamento para o e-mail contato@lojaassombrada.com.br.

Prazo de Entrega

Até 3 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o Sedex.

Até 5 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for a Carta Registrada.

5 a 10 dias úteis, após a aprovação da compra:

Para todo o território nacional quando a forma de entrega escolhida for o PAC (antiga Encomenda Normal).

Veja Também

Na Seara do Mestre Na Seara do Mestre Por: R$ 8,00
DVD Portal DVD Portal Por: R$ 37,90